Meio ambiente e sustentabilidade são temas de oficina em São José

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

A Prefeitura de São José dos Campos realiza neste domingo (16), às 8h, a oficina de Permacultura que levará informações sobre meio ambiente e sustentabilidade. A oficina, gratuita e aberta ao público, será no Centro da Juventude (Rua Aurora Pinto da Cunha, 131 – Jardim América). Não é necessário realizar inscrição.

Durante o encontro, serão realizadas atividades educativas sobre o respeito ao meio ambiente e à sustentabilidade. Assuntos referentes à manutenção e preservação dos espaços do Centro da Juventude também serão abordados.

O encontro ocorre uma vez por mês e é realizado no Espaço Plantar, um ambiente verde e reservado exclusivamente para a prática da permacultura, uma técnica sustentável que respeita o meio ambiente, além de ser uma filosofia que trabalha com a natureza para olhar plantas e animais em todas as suas funções, em vez de tratar qualquer área como um sistema único.

Essa atividade é realizada em parceria com a Pupa – Organização Social que trabalha a permacultura e dá continuidade aos projetos iniciados em 2014, como a Horta Comunitária e o Jardim Sensorial.

Mais informações no Centro da Juventude, pelo telefone 3932-8600.

Sustentabilidade em pauta

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

O especialista em educação Marcos Sorrentino, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz da Universidade de São Paulo, e Rachel Trajber, especialista em sustentabilidade, ministram palestra para cerca de 150 educadores da Prefeitura de São José dos Campos nesta terça-feira (23).

A palestra vai dialogar com professores, coordenadores, supervisores, orientadores do ensino fundamental e da educação infantil sobre o conceito de “Escola Sustentável”. Também foram convidados atores sociais envolvidos com iniciativas de educação socioambiental.

O encontro visa aprimorar a o conceito de educação ambiental tendo como eixo norteador o Programa Municipal de Educação Ambiental (Promea) e sua interface com a sociedade.

Oficina de Artesanato: Colar de rolinhos de revista

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

Participe da Oficina de Artesanato ministrada por Johanna Picotes e aprenda a moldar folhas de papel de revista em peças para montagem de um lindo colar. Sustentabilidade e criatividade unidas em uma eco bijuteria exclusiva.

A oficina será dia 16 de junho, terça-feira as 19h. Para participar é necessária a inscrição prévia pelo telefone 12 3911-7090 ou e-mail [email protected]

 

Conjunto começa a praticar atividades sustentavéis na cidade

Projetos desenvolvidos por empresas no Vale do Paraíba consolidam a região como referência de sustentabilidade, palavra da vez do século 21. As boas práticas envolvem desde o plantio de mudas para o reflorestamento de nascentes, passando pela economia de energia e redução da emissão de CO². Na Johnson & Johnson, por exemplo, o programa Health Future 2015 (futuro saudável) segue a todo vapor, com três projetos a serem concluídos ainda este ano na planta de São José dos Campos, que representarão uma redução de consumo e emissão anual total de 945 MWh de energia, 874 toneladas de CO² e 191 mil m3 de gás combustível. “Focamos na proteção ambiental, no desenvolvimento de pessoas e no retorno financeiro”, disse o gerente de Manutenção e Infraestrutura da Johnson, Alex Francisco Gomes. Entre os projetos da unidade estão a modernização dos tanques de aquecimento de água que suprem o restaurante da empresa, a expansão dos equipamentos de alta eficiência em resfriamento para o complexo farmacêutico Janssen e a instalação de duas novas caldeiras para reduzir o consumo de gás natural e emissão de CO². “Trabalhamos produtos de concepção mais limpa e custeio menor.”

A economia de recursos é ainda maior quando o conceito de sustentabilidade é aplicado a partir do prédio que abriga a empresa. Este é o caso do Santos Dumont Hospital, inaugurado pela Unimed São José em 2009 e que colhe os frutos da economia verde. O equipamento utilizado para gerar o Ar Medicinal, por exemplo, tem consumo zero de água. “Só nesse item já foram economizados mais de 11 milhões de litros de água desde que o hospital foi inaugurado, em 2009. Isso representa R$ 162.700 de economia”, disse o administrador de tecnologia em Saúde, Lúcio Flávio Brito. Anualmente, o hospital – que possui terreno total de 7.275m² — consome 264 KW/m²/ ano. A quantidade é bem abaixo dos 320 KW/m²/ ano recomendados para os prédios sustentáveis

E na Monsanto, uma parceria com a Secretaria do Meio Ambiente de São José já recuperou quatro áreas de nascentes nos bairros Urbanova, Jardim Santa Inês e Campos São José. A iniciativa faz parte do Programa de Revitalização de Nascentes Urbanas, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que mapeou 33 áreas de nascentes em perímetro urbano de São José dos Campos e conta com uma estimativa de investimento na ordem de R$ 150 mil. Tão importante quanto as ações sustentáveis é saber a melhor forma de comunicar seus resultados ao público. Este foi o diferencial buscado pela Fibria, de Jacareí, que optou por de lançar seu Relatório de Sustentabilidade 2012 para iPad na loja da Apple.

Os diferenciais consistem em animações e arquivos de áudio e vídeo, além do acesso direto aos links da versão completa do relatório na internet. O conteúdo já pode ser baixado gratuitamente em português e inglês. O Relatório de Sustentabilidade da Fibria, além de apresentar os principais resultados do ano nas áreas econômico-financeira, socioambiental e de governança, faz um balanço dos resultados obtidos até o momento para as Metas de Sustentabilidade de Longo Prazo e mostra os desafios estabelecidos para 2013.

Na Embraer, a gestão de pessoas integra o pacote de sustentabilidade. Na última quarta-feira, teve início o programa Miniempresa, que tem como principal objetivo estimular o espírito empreendedor dos jovens. O programa é realizado pelo Instituto Embraer de Educação e Pesquisa desde 2002, por meio de parceria com as Secretarias Municipais de Educação de São José, Gavião Peixoto e Botucatu e a Associação Junior Achievement do Estado de SP, uma ONG originária dos Estados Unidos que é responsável pela metodologia. Na próxima terça acontece o programa Empresário-Sombra por um Dia, também realizado em parceria com a Junior Achievement. Os estudantes acompanham um dia de trabalho de um empregado da Embraer que atua na área de interesse do aluno. Os alunos são indicados pelo Ismart (Instituto Social Para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos). E na quarta terminam as inscrições para o 10º PPS (Programa Parceria Social) do Instituto Embraer de Educação e Pesquisa. A iniciativa reconhece e apoia os melhores projetos de organizações sociais sem fins lucrativos que, em parceria com empregados voluntários, desenvolvam atividades voltadas à Educação.

Campanha para substituição de sacolas plásticas

A Prefeitura de São José dos Campos assina nesta quarta-feira (30), às 14h, um termo de cooperação com a Associação Paulista de Supermercados (APAS), oficializando o apoio à campanha “Vamos Tirar o Planeta do Sufoco”. A assinatura será no auditório da Secretaria de Meio Ambiente, no Parque da Cidade Roberto Burle Marx.

O objetivo da campanha é incentivar os supermercados a adotar o conceito ‘descartável zero’, substituindo as sacolas descartáveis, à base de petróleo, por reutilizáveis. Assinam o termo de cooperação para desenvolver e implantar projetos de conscientização ambiental entre os consumidores, a APAS, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a Associação Comercial e Industrial (ACI) e o Sindicato do Comércio Varejista de São José dos Campos (Sincomércio).

Durante a oficialização do apoio, o Secretário de Meio Ambiente de São José dos Campos e o Presidente da Urbam (Urbanizadora Municipal) farão uma apresentação sobre a gestão de resíduos sólidos e o impacto das sacolas plásticas no aterro sanitário do município.

O evento terá a presença dos presidentes das entidades envolvidas e supermercadistas associados da APAS, além do Assessor de Planejamento em Comunicação da Prefeitura, e Secretário de Desenvolvimento Econômico.

“Vamos Tirar o Planeta do Sufoco” é uma campanha realizada em todo o Estado de São Paulo. A APAS disponibiliza material de divulgação para ajudar na conscientização dos clientes. A expectativa é que até janeiro de 2012 o maior número de estabelecimentos tenha deixado de distribuir aos consumidores sacolas plásticas derivadas de petróleo, estimulando o uso de sacolas retornáveis, como as de feira; ecobags, reutilizáveis e feitas de material renovável; carrinho de feira; caixa de madeira ou mochila.

A campanha é uma iniciativa da APAS do Estado de São Paulo, realizada em parceira com o Governo de São Paulo e a Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

Prefeitura Municipal

Festa da Primavera celebra sustentabilidade e união

No último sábado (8/10) a escola municipal de ensino fundamental Professora Silvana Maria Ribeiro de Almeida, no Jardim Cerejeiras teve como exemplo o companheirismo e sustentabilidade que marcaram a “Festa da Primavera”.

O evento teve o tradicional desfile “Miss Silvana Maria”, com alunas do 6º ao 9º ano, e a coroação da rainha e princesa da Primavera, para alunas do 1º ao 5º ano.

O glamour não parou por aí. Em grande estilo, a escola apresentou aos participantes da festa, outro desfile: de roupas confeccionadas com produtos recicláveis. Segundo a equipe organizadora, tudo isso só foi possível com a colaboração de todos envolvidos na realização.

“A Festa da Primavera estimulou a criatividade, envolveu alunos, professores e estagiários, desde o planejamento até a execução. Houve troca de opiniões, ajuda mútua e descoberta de talentos”, disse a professora de Arte, Sheila Regina Carneiro.

Com o sucesso do evento, sobraram satisfação e orgulho dos alunos pelo trabalho realizado. “A festa foi super legal. Fiquei muito feliz por ter sido o responsável por organizar a casa de terror e, mais ainda, porque tudo deu certo”, disse o aluno Antonio de Pádua da Cruz Junior, do 7º ano.

 

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos

Alunos participam de seleção para a Expo Lajoe

Cerca de 3 mil alunos dos nonos anos da rede municipal de ensino de São José dos Campos participam até o próximo dia 19 da seleção de trabalhos para a Expo Lajoe 2011. Os projetos estão sendo apresentados para uma equipe técnica pedagógica do Centro de Educação Empreendedora (Cedemp).

Os estudantes desenvolveram 300 projetos inovadores. Criatividade, análise de mercado, sustentabilidade, viabilidade financeira e desenvoltura, são alguns dos critérios exigidos durante a apresentação do projeto ou serviço. O objetivo do processo é selecionar os 35 melhores trabalhos. Desses, 20 serão escolhidos pela comissão composta por membros do Sebrae e de outras instituições parceiras.

Pensando em formas de ajudar quem trabalha com limpeza, um dos um dos grupos desenvolveu o “Pratbald”: um balde com suportes afixados ao seu redor para embutir os produtos de limpeza. “Vamos melhorar ainda mais a ideia. Estamos pensando em colocar rodinhas para ficar mais prático para as donas de casa”, disse a aluna Tauane Letícia Mota.

Para a coordenadora e orientadora pedagógica Carmen Lúcia Alves, todas as etapas – desde a proposta, criação e apresentação – têm um papel importante. “Todo o processo é fundamental para o desenvolvimento do aluno”, disse.

Os projetos finalistas estarão na Exposição Lajoe 2011, que ocorrerá entre 14 e 20 de outubro, no Shopping Colinas.

Fonte: Prefeitura Municipal de São José dos Campos