Prefeitura e Próvisão começam mutirão de cataratas hoje

A partir de hoje (4), o Hospital Próvisão, conforme pactuado com a Prefeitura de São José dos Campos, começa um mutirão com uma série de agendas para cirurgias de catarata. No total já estão programadas 490 cirurgias. Segundo o hospital, a ação irá reduzir a demanda reprimida acumulada em 2016.

O hospital fará o contato com os pacientes que já têm diagnóstico e aguardam nesta fila. Para os casos novos, os pacientes serão encaminhados pela rede de atenção básica do município com agenda previamente estabelecida.

A fila de pacientes à espera de cirurgia de catarata na rede pública de saúde de São José dos Campos soma aproximadamente 1.400 pacientes. A Secretaria de Saúde reduzirá em 1/3 essa fila somente no mês de julho com iniciativa acordada com Próvisão.

Segundo o médico Pablo Bosco, diretor técnico do Próvisão, é importante reduzir essa demanda, uma vez que a catarata é uma doença ocular que atinge cerca de 45 milhões de pessoas no mundo, sendo responsável por 48% dos casos de perda de visão, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Considerada também a principal causa de cegueira reversível, ela acomete pessoas de todas as idades, principalmente acima dos 50 anos (catarata senil). O único tratamento efetivo é a cirurgia de catarata, chamada de facectomia, com implante de lente intra ocular (LIO)”, explicou.

A expectativa do hospital é que dentro de quatro meses a demanda esteja normalizada, já que outras agendas estão programadas conforme necessidades apontadas pela Secretaria de Saúde, como cirurgias, exames e procedimentos oftalmológicos.

Fonte: Prefeitura de São José dos Campos
Foto: Rodrigo Roveri

Parcerias será possível aumentar a demanda de cirurgias

A partir de abril, São José dos Campos passará a ser referência para os 39 municípios da região não só para transplantes, mas também para captação de córneas.

Uma parceria da Prefeitura de São José dos Campos, Hospital Próvisão e Banco de Olhos de Sorocaba (BOS), pioneiro na captação de córneas no país, permitirá ampliar o atendimento, beneficiando um número maior de pacientes que necessitam do transplante para voltar a enxergar.

Atualmente, o Próvisão realiza em torno de 12 cirurgias por mês. Há uma lista de 138 pacientes, inclusive de outras cidades, esperando para fazer o transplante.

Com o fortalecimento desta parceria, será possível aumentar a demanda de cirurgias e encurtar o tempo de espera, beneficiando inúmeros pacientes da região que não precisarão mais procurar atendimento em outras cidades.

  • Captação

O Próvisão já realiza transplante há cerca de dez anos e foi, por meio de uma portaria do Ministério da Saúde, que conseguiu a habilitação para fazer a captação de córneas. O procedimento passará a ser feito na funerária da Urbam, com apoio da Secretaria Municipal de Saúde e do BOS, o primeiro hospital especializado em oftalmologia do Brasil.

Segundo o Hospital Próvisão, a parceria com o Banco de Olhos de Sorocaba prevê ainda a cooperação técnica na implantação de residência médica e oferta de equipamentos de alta tecnologia.

Paralelamente, também com apoio da Prefeitura e do BOS, será lançada uma campanha de conscientização sobre a doação de córneas, que acontecerá de 15 de abril a 20 de maio, no Vale Sul Shopping. Para ser um doador, a pessoa precisa manifestar o desejo de doação em vida, para que a família se conscientize e autorize a doação no futuro.

  • Termo de Cooperação

A Urbam vai assinar um termo de cooperação com o Próvisão e o BOS para autorizar a abordagem dos familiares para a doação, assim como para o procedimento de captação das córneas.

A captação só será realizada mediante assinatura do termo de autorização de doação de córneas pela família do doador.
Equipes do BOS/Próvisão permanecerão em plantão durante 24 horas na funerária para abordagens e explicações às famílias, assim como os médicos para a realização dos procedimentos.

A captação será feita por equipes médicas das entidades nas dependências do complexo funerário da Urbam.

FONTE: Prefeitura de São José dos Campos

Cidade tem evento Beneficente para moradores

Evento visa arrecadar fundos para projetos do Centro de Reabilitação da entidade. O Próvisão realiza no próximo dia 30 de junho, a 10ª Feijoada Beneficente em São José dos Campos. O almoço acontece das 12h às 16h, na quadra de esportes do Hospital, no Bosque dos Eucaliptos, zona sul da cidade.

Os convites são individuais, custam R$ 50, e precisam ser comprados com antecedência na sede do Próvisão. Crianças até nove anos não pagam. Além da feijoada completa, o convite inclui bebidas à vontade. Um clima todo especial será montado para receber os participantes. As crianças terão o espaço kids, a animação fica a cargo do grupo Samba de Última Hora.

Todo o dinheiro arrecadado será destinado aos projetos do Centro de Reabilitação do Próvisão, que atende cerca de 200 deficientes visuais e suas famílias.  Mais informações pelo telefone: 3919-3214.

Sobre o Centro de Reabilitação

Primeiro serviço criado pela entidade para atender a esta população, o Centro de Reabilitação Próvisão tem como objetivo inserir a pessoa com deficiência visual  na sociedade por intermédio de serviços voltados à sua habilitação, reabilitação, capacitação e inserção profissional.

Dentro dos programas oferecidos destacam-se a estimulação viso-motora, a orientação e mobilidade, atividades de vida diária, comunicação alternativa, aulas de braille, soroban e informática adaptada. Destacam-se também outros serviços especializados, assim como os voltados à capacitação e inclusão profissional, desenvolvidos pela Gráfica Pró-Braille e pela Oficina Pró-Recicla. Destaque também para o goalball (modalidade paralímpica específica para pessoas com deficiência visual). Atualmente cerca 200 pessoas com deficiência visual além de suas famílias são atendidas no Centro de Reabilitação.

Em parceria, Provisão quer inserir Deficiêntes Fisícos

Cursos de língua espanhola, braile, mecanografia, soroban e informática visam capacitar alunos e contribuir para o cumprimento da Lei de Cotas. São José dos Campos, 30 de agosto de 2012 – A Procuradoria do Trabalho de São José dos Campos (Ministério Público do Trabalho), mediante iniciativa pioneira, firmou parceria com o Próvisão com o objetivo de proporcionar a capacitação profissional de pessoas com deficiência visual.

A parceria entre o Ministério Público do Trabalho e o Próvisão tem como meta aumentar o cumprimento da lei nas empresas da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte. Além do aprendizado, o curso de capacitação profissional do Próvisão realizará a interface junto às empresas da região visando oportunizar as inclusões no mercado de trabalho.

A capacitação acontece na sede do Próvisão, sempre as segundas e sextas-feiras de manhã, e as quartas e quintas-feiras à tarde. Empresas interessadas em contratar jovens capacitados pelo curso podem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone 3919-3201.

A formação contemplará desde a reabilitação até a capacitação profissional e será dividida em módulos como Braille, Soroban, Mecanografia, Informática Adaptada, Orientação Vocacional, Ética e Cidadania, Relações Humanas, Reciclagem, Empreendedorismo e língua espanhola.

A Lei de Cotas (8.213/1991), que este ano completou 21 anos, obriga a empresa com 100 ou mais funcionários a preencher de dois a cinco por cento dos seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas com deficiência. Os custos da qualificação serão pagos com os recursos obtidos por meio de multas aplicadas a empresas da região que descumpriram a legislação.

Educação e saúde

A mesma parceria entre Próvisão e Ministério Público do Trabalho, mantém o “Programa de Orientação a Pessoas com Glaucoma.” Com o objetivo de formação de multiplicadores de conhecimento acerca das doenças a que somos expostos diariamente, o setor de humanização do Próvisão disponibiliza palestras informativas de “Educação e Saúde” com o objetivo de tornar-se um meio de promoção de saúde.

As atividades estão ligadas às prioridades discutidas e vivenciadas no ambiente hospitalar, sendo fator preponderante para educação na vida.

Sendo o Próvisão referência no tratamento da doença, são oferecidos por meio do Sistema Único de Saúde: acompanhamento médico ambulatorial, cirúrgico e dispensação de medicamentos. Deste modo, o programa de orientação permite uma assistência integral aos pacientes e seus familiares.

Sobre o Centro de Reabilitação Próvisão

Primeiro serviço criado pela entidade para atender à população, o Centro de Reabilitação Próvisão tem como objetivo inserir o deficiente visual na sociedade por intermédio de serviços de assistência a saúde focados na prevenção, habilitação, capacitação e integração social. Dentro da Integralidade à saúde destaca-se a estimulação precoce, orientação e mobilidade, atividades de vida diária, estimulação visual e comunicação alternativa.

Destacam-se também outros serviços especializados de reabilitação assim como, os serviços da gráfica Braille, empregabilidade, centro poliesportivo com destaque para o gollball (modalidade paraolímpica específica para deficientes visuais). Atualmente 168 pessoas com deficiência visual e suas famílias são atendidas na reabilitação.

Prefeitura pretende implementar melhorias no Provisão

A Organização Social em Saúde Pró Visão, que administra o Hospital de Clínicas Norte, no Alto da Ponte, zona norte de São José, pretende implantar medidas para melhorar a qualidade de atendimento e reduzir o tempo de espera.

As ações incluem a instalação de uma farmácia 24 horas, separar a ala da emergência em infantil e adulta, concluir o departamento de educação continuada, que oferecerá cursos de aperfeiçoamento profissional a médicos e funcionários, e implantar manuais e protocolos de conduta a serem seguidos no hospital.

A expectativa da OS é implantar as medidas até o final de junho. Além disso, em agosto, os prontuários dos pacientes serão eletrônicos. Segundo a gerente administrativa Mariana Moura, os prontuários eletrônicos vão impactar diretamente no tempo de espera.

“O médico terá um histórico do paciente e vai poder visualizar quantas vezes ele já esteve na unidade e os remédios que costuma tomar, além de facilitar os exames laboratoriais.” O Pró Visão assumiu a administração do Clínicas Norte em 12 de maio, após assinar um contrato de R$ 10,3 milhões com a Prefeitura de São José. O contrato tem duração de um ano e poderá ser renovado por mais quatro anos.

Durante a administração da prefeitura, a principal queixa dos usuários era o tempo de espera por atendimento. A doméstica Nair da Silva Santos, 54 anos, já esperou cerca de três horas para ser atendida no hospital. “Dessa vez demorou menos e as enfermeiras foram mais educadas e atenciosas.”

No último dia 2, o hospital recebeu uma demanda acima do normal de casos de emergência, o que ocasionou uma espera por atendimento de cerca de duas horas e meia. “Foi um dia atípico. Tivemos nove casos de emergência, sendo que normalmente recebemos três por dia. Isso gerou o atraso”, disse Mariana.

Segundo ela, a demanda por atendimento também aumentou. Pacientes de bairros como Jardim Paulista, na região central, Putim, na sudeste, e Jardim Satélite, na sul, têm procurado o hospital. Isso fez com que subisse o número de pacientes de 350 para 610 por dia.

Para agilizar o atendimento, a Pró Visão adotou a classificação de risco. Antes do atendimento, os pacientes passam por um enfermeiro, que avalia a gravidade do caso. “Priorizamos o paciente que esteja em estado mais grave, o que aumenta a sobrevida dele”, disse o gerente de assistência de enfermagem, Telson do Nascimento Santos.

O especialista em saúde pública Gilson Carvalho disse que as medidas são boas sob o ponto de vista gerencial, e poderiam ser tomadas antes. “Essas medidas não dependem de recursos financeiros.”

O Vale

Provisão da cidade, assumirá Hospital de Clinicas Norte

Endividado, o Próvisão vai assumir o controle do Hospital de Clínicas Norte de São José dos Campos a partir do dia 1º de maio. O contrato entre o governo do prefeito Eduardo Cury (PSDB) e a entidade deve ser assinado hoje, com duração inicial de um ano. O Próvi-são receberá R$ 10,3 milhões da prefeitura pela prestação do serviço.

Caberá à entidade cuidar de toda a gestão do hospital, como contratação de médicos, enfermeiros e funcionários e compra de remédios. A escolha do Próvisão para assumir o Clínicas Norte se dá num momento deficitário da entidade. Em relatório divulgado ontem por auditores contábeis do Próvisão, aponta-se que “a instituição vem apresentando sucessivos e relevantes déficits nos últimos exercícios, aumentando o grau de endividamento”.

Ontem, O VALE tentou contato com a entidade, mas não localizou sua superintendente, Meire Cristina Ghilarducci, que também é presidente do Comus (Conselho Municipal de Saúde), órgão com poder deliberativo ao fiscalizar contratos e gastos da prefeitura na área.

Atualmente, o Próvisão já presta serviços médicos à prefeitura, recebendo repasses mensais de R$ 929.539. A terceirização do Clínicas Norte seguirá o mesmo modelo do adotado no Hospital Municipal, há seis anos administrado por uma OS, e em outras áreas da administração da cidade.

O governo defende o sistema. “A OS tem mais agilidade, maior poder de compra, melhor gestão de pessoas. No Hospital Municipal, os indicadores de aprovação são melhores do que em outras unidades”, disse o secretário de Saúde, Danilo Stanzani Junior.

Por sua vez, o Sindicato dos Servidores acusa o governo de beneficiar empresários com as terceirizações. “É ainda mais temeroso ver que estão colocando uma empresa que está com déficit”, afirmou o diretor Maurílio de Oliveira.

No último dia 20, Cury qualificou o Próvisão como OS. Em nota, em resposta à situação financeira da entidade, o governo afirmou que o contrato será firmado com a “Organização Social em Saúde Próvisão”, pessoa jurídica criada no início deste ano”, que seria diferente da entidade Próvisão.

O Vale