Inscrições para o 32º Festivale terminam no próximo dia 3

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo registrou até a última terça-feira (25) um total de 162 inscrições de grupos teatrais – de vários estados – interessados em participar do 32º Festivale. As inscrições prosseguem abertas até às 23h59 da próxima quinta-feira, 3 de agosto, e devem ser feitas pelo site da FCCR. O festival ocorrerá de 5 a 10 de setembro em São José dos Campos, com o tema ‘Olhares Contemporâneos’.

Confira aqui o edital completo.

O festival está aberto a grupos com qualquer espetáculo convencional, destinado a espaços alternativos e rua, com temática ou estética voltadas aos públicos adulto e infantil. Serão selecionados até 17 espetáculos, sendo seis de São José dos Campos, oito da região Metropolitana do Vale do Paraíba, grande São Paulo e interior do Estado, até três espetáculos de outros estados brasileiros.

O resultado da seleção será divulgado no dia 8 de agosto no site da FCCR e até o dia 11 de agosto os grupos selecionados deverão enviar para a Secretaria do evento uma declaração de confirmação de participação no festival, exclusivamente pelo e-mail: [email protected]

Olhares contemporâneos

Com relação ao tema deste ano, o curador do festival, André Ravasco, explica que “a palavra olhares, no plural, abarca as múltiplas possibilidades do fazer teatral, enquanto em contemporâneo identificamos o que acontece hoje, as diversas vertentes de linguagens, gêneros, as experiências estéticas e a construção do fazer e pensar teatral do nosso tempo”.

“Estes aspectos estarão presentes não só na escolha dos espetáculos, mas também em todas as outras ações a serem desenvolvidas pelo festival, com críticas, debates, oficinas e palestras”, explica Ravasco.

O Festivale é uma realização da Prefeitura de São José dos Campos, que acontece por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo.

Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Avenida Olivo Gomes, 100, Santana
Mais informações pelo (12) 3924-7300 ou pelo site www.fccr.sp.gov.br

Festivale 2016 terá como tema “Teatro e Democracia”

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

Profissionais das artes cênicas, como José Celso Martinez Correa, Denise Fraga, Maria Alice Vergueiro, Lucinha Lins, Tania Alves, o dramaturgo Aimar Labaki participarão da 31ª edição do Festivale, de 2 a 11 de setembro, em São José dos Campos. O festival de teatro é realizado pela Prefeitura, por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR). Todos os espetáculos terão entrada gratuita.

O tema deste ano é “Teatro e Democracia”. Surgido na Grécia Antiga, o teatro foi utilizado como instrumento para ajudar a formar o cidadão devido a sua força educativa. Até os tempos atuais, as artes cênicas ainda permanecem com esta função.

Esta edição é composta por mais de 30 espetáculos, entre convidados e selecionados por meio de edital, além das palestras, workshops, oficinas entre outras atividades. Tudo isso dividido entre os palcos do Teatro Municipal, do Cine Teatro Benedito Alves, do Cine Santana, do Museu Municipal de São José dos Campos, ruas, praças e tantos outros espaços do município, com a proposta de descentralização da programação.

Com 82 anos, mal de Parkinson e dificuldade de locomoção, Maria Alice Vergueiro continua se desafiando, trazendo para a abertura do 31º Festivale “Why the Horse?”, peça em que a morte está no centro do debate. Ao longo dos 54 anos de carreira e a participação em mais de 30 espetáculos, Maria Alice traz na trajetória a experiência de ter trabalho com grandes diretores, entre eles José Celso Martinez Corrêa, outra atração do festival.

Zé Celso, como popularmente é conhecido, é outra referência do teatro nacional e vem com toda sua experiência de quase 60 anos no teatro para participar de um dos Fóruns do Festivale. Ele é um dos convidados da mesa que discutirá o “Teatro e Democracia”. Sua experiência como dramaturgo, ator, diretor e exilado político serão de imensa contribuição ao debate.

A falta da liberdade política é um dos motes de uma peça vinda da companhia portuguesa Lendias d’Encantar, que traz ao palco No Limite da Dor sobre as torturas sofridas por presos políticos no regime de Salazar.

Outra atração que vai levar o público à reflexão é a performance CEGOS, do Desvio Coletivo, a intervenção que já esteve pelas ruas de Paris, Amsterdam, Barcelona, Praga, Ilha da Madeira, Nova York e tantas outras cidades brasileiras promete chocar visualmente o público com corpos petrificados por barro caminhando pelo centro de São José dos Campos.

O universo de Chico Buarque também estará em um dos palcos do festival, onde Lucinha Lins, Tânia Alves e Aretha Marcos contam, cantam e interpretam as famosas mulheres do compositor carioca em Palavra de Mulher.

Ideias contrárias e libertadoras do sistema da época também estão em Galileu Galilei, peça em que Denise Fraga dá vida ao cientista italiano, que contraria os dogmas da Igreja para provar que a terra não era o centro do Universo.

Isso é apenas uma amostra do que foi programado pela curadoria do Festivale, que foi criado em 1984 com a preocupação de estabelecer um recorte da produção teatral mais significativa de cada período, oferecendo a São José dos Campos um rico panorama com as mais significativas produções do cenário regional e nacional.

Fonte: Marrey Júnior – Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Inscrições para o 31º Festivale seguem até 12 de julho

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

Foram prorrogadas as inscrições para os interessados em participar da 31ª edição do Festivale. Grupos de teatro amador ou profissional devem enviar a documentação até esta terça-feira (12). O edital completo está disponível no site da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR).

As propostas e toda a documentação necessária devem ser enviadas via Sedex com Aviso de Recebimento (A.R.) ou entregue pessoalmente na Secretaria Geral – Setor de Protocolo da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (Avenida Olivo Gomes, 100, Santana, CEP: 12211-115, São José dos Campos – SP) ou via caixa postal 152 CEP: 12245-970.

Serão selecionados até 24 espetáculos de teatro infantil ou adulto, bem como espetáculos de rua, com bonecos, circo, performances e intervenções, garantindo a acessibilidade e a diversidade de expressões e linguagens. O resultado do edital será divulgado no próximo dia 20 no site da FCCR.

Uma comissão escolherá até seis espetáculos de São José dos Campos, seis da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, até seis da grande São Paulo e interior do estado e até seis de outros estados brasileiros.

O Festivale foi criado em 1984 e desde seu início preocupou-se em estabelecer um recorte da produção teatral mais significativa de cada período, oferecendo à cidade um rico panorama com as mais significativas produções do cenário nacional.

Fonte: Marrey Júnior – Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Fundação Cultural Cassiano Ricardo abre inscrições para o Festivale 2015

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

Grupos de teatro amadores ou profissionais podem se inscrever a partir desta sexta-feira (22) para participar do 30º Festivale, que será realizado de 3 até 13 de setembro. Serão selecionados até 30 espetáculos de teatro infantil ou adulto, bem como espetáculos de rua, com bonecos, circo, performances e intervenções. As inscrições poderão ser feitas até o 6 de junho.

O edital completo está disponível no site da Fundação Cultural (www.fccr.org.br). O resultado da seleção será divulgado em 22 de julho no site da FCCR.

 

O Rio (Festivale)

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

A encenação de O Rio encontrou na obra de João Cabral de Melo Neto inspiração para trabalhar conceitos de teatro visual. É uma criação autônoma onde o rio está subsumido à percepção do espectador que não o observa na cena, mas o intui por meio de um exaustivo e insistente caminhar de homens e bichos, de plantas e poeira.

Descrição    
15h Teatro Dailor Varela

O Rio
Teatro Didático da UNESP & Teatro Brancaleone
São Paulo / SP
Teatro Visual| Duração: 45 min| Classificação: Livre

[block]

Mais Informações:

TEATRO DAILOR VARELA – O Rio (Festivale)
sex, 13 de setembro, 15:00 – 15:15

[/block]

Os Malefícios do Tabaco

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

Os Malefícios do Tabaco é um solo com o ator Atul Trivedi e trata de um homem pacato, dominado pela mulher, preso em angústias, mas que conserva um fascínio legítimo pela vida. O espetáculo tenta mostrar o teatro na sua forma mais simples, valorizando o personagem/ator e deixando-o agir conforme suas contradições, condição própria de todo ser humano.

Os Malefícios do Tabaco (Homenagem aos 20 anos do espetáculo)
Rangávali Artes
São José dos Campos/SP
Drama| Duração: 45min| Classificação: 14 anos

[block]

Mais Informações:

SESC SJC – Os Malefícios do Tabaco (Festivale)
ter, 10 de setembro, 21:00 – 21:15
21h SESC – auditório

[/block]

Intervenção Festivale: Mímico Andarilho

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

Descrição
Mímico Andarilho
Com Carlos Javkin
São José dos Campos/SP

O “Mímico Andarilho” percorre a cidade com  sua bicicleta, numa ação brincante junto ao público espontâneo, percorrendo ruas, praças, parques, feiras-livre, comércio e teatros.

  • 06.09 – 11h
    Pça. Afonso Pena
  • 08.09 – 11h
    Pça. Monsenhor Luiz Gonzaga Alves Cavalheiro (Pça. Matriz de Santana)
  • 09.09 -11h
    EC Flávio Craveiro
  • 13.09 – 11h
    Pq. Santos Dumont

[block]

Mais Informações:

EC FLÁVIO CRAVEIRO – Intervenção Festivale: Mímico Andarilho
seg, 9 de setembro, 11:00 – 11:15

[/block]

Inscrições para oficinas do Festivale estão abertas

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR) está oferecendo 280 vagas em 14 oficinas que serão realizadas a partir desta sexta-feira (6) até o próximo dia 15, durante o Festival Nacional de Teatro do Vale do Paraíba (Festivale). As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site da FCCR. Todas as atividades são gratuitas.

São 20 vagas para cada tema. Os interessados devem inscrever-se até a véspera de cada atividade ou até que as vagas sejam preenchidas. Quase todas as oficinas serão realizadas no Centro Cultural Clemente Gomes (Avenida Olivo Gomes, 100), no Parque da Cidade. “O Intérprete e a Performance” é a oficina de abertura. Ela será realizada nos dias 6 (sexta-feira) e 7 (sábado), das 14h às 18h, sob a coordenação da atriz Adriana Azenha. Também tem atividades de iniciação para dramaturgia, de dança aliada ao teatro, de perna de pau, de encenação, entre tantas outras.

O Festivale será realizado pela FCCR de 5 a 15 de setembro. A abertura é nesta quinta-feira (5), às 17h, com um cortejo de atores no centro de São José dos Campos, seguido da aula-espetáculo “Uma Outra Linha de Tempo Cultural”, com Antônio Nóbrega, às 20h, no Teatro Municipal. O tema do festival deste ano é “Teatro para se viver: celebração”. O Festivale terá mais de 150 atividades, que serão realizadas em teatros, praças, parques, espaços culturais e escolas de São José dos Campos.

Cidade tem 28° Festivale para moradores

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

Folia do Homem Diabo Cia Teatral Controvérsias Pindamonhangaba/SP Drama| Duração: 90 min| Classificação: 18 anos Folia do Homem Diabo nada mais é que uma tentativa de recontar, de forma sincrética, alegórica e grotesca, a jornada do homem, desde a criação do mundo, em busca da explicação mítica da sua existência.

28º Festivale : Folia do Homem Diabo

  • Local: CET (Centro de Estudos Teatrais)
  • Data: 06-09-2013
  • Horário: 23h
  • Endereço: Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana

Toda Nudez Será Castigada Cia Teatro da Cidade São José dos Campos/SP Drama| Duração: 70 min| Classificação: 16 anos Um flashback que narra a história de paixão da prostituta Geni por Herculano, um rico viúvo conservador e por Serginho, filho dele e a sórdida trama de vingança de Patrício, irmão de Herculano para destruir a família. ESPETÁCULO CONVIDADO – PARCERIA OFICINA CULTURAL REGIONAL ALTINO BONDESAN

28º Festivale: Toda Nudez Será Castigada

  • Local: Galpão – Oficina Cultural Regional Altino Bondesan
  • Data: 06-09-2013
  • Horário: 0h
  • Endereço: Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana

 

Cidade tem 28° Festivale para moradores

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

O Caixeiro da Taverna Cia Independente de Teatro São José dos Campos/SP Comédia| Duração: 50 min| Classificação: 14 anos A ação acontece no Rio de Janeiro em 1947. A terrível ambição de um português, casado clandestinamente no Brasil com uma costureira, irmã de um sargento de fuzileiros, não é outro senão tentar de todas as formas conseguir ser “sócio” da viúva proprietária da taverna onde trabalha como caixeiro.

28º Festivale: O Caixeiro da Taverna

  • Local: Teatro Dailor Varela
  • Data: 06-09-2013
  • Horário: 19h
  • Endereço: Av. Lênin, 200 – Dom Pedro I

Agda Boa Companhia e Matula Teatro Campinas/SP Drama| Duração: 60 min| Classificação: 18 anos Agda é uma adaptação do conto homônimo da escritora Hilda Hilst e traz questões sobre o feminino intrínsecas à obra da autora. Para isso, serve-se de elementos de teatro e dança, transitando entre a prosa e a poesia, em um delicado jogo de construção e desconstrução de imagens e personagens.

28º Festivale : Agda

  • Local: Teatro Municipal
  • Data: 06-09-2013
  • Horário: 21h
  • Endereço: Rua Rubião Júnior, 84. 3º piso – Shopping Centro