Untitled-2 Notícias
Publicado em 30/08/2013 às 09:25

Segundo IBGE, Vale do Paraíba tem mais de 2 mi de habitantes

A Região Metropolitana do Vale do Paraíba alcançou 2.406.735 moradores em julho deste ano, segundo estimativa divulgada ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), e viu crescer a sua população acima dos índices nacional e estadual. Entre 2010 e julho de 2013, de acordo com o levantamento do IBGE, a região ganhou 142.141 novos habitantes, o que representou 6,27% de crescimento. No mesmo período, o Brasil viu subir em 5,40% a população do país e o Estado de São Paulo, em 5,84% os residentes paulistas. São Paulo chegou a 43,663 milhões de habitantes e o país, a 201,032 milhões de pessoas. Na RMVale, todas as 39 cidades registraram crescimento no número de residentes desde 2010, quando o IBGE realizou um censo em todo o país.

Na estimativa do ano passado, comparada com 2010, oito municípios haviam registrado queda no número de moradores.,São José (673.255 residentes), Taubaté (296.431) e Jacareí (223.064) continuam sendo as maiores cidades em número de moradores na RMVale. Na ponta contrária, aparecem as menores cidades da região: Arapeí (2.541 habitantes), Areias (3.839) e Redenção da Serra (3.952). Entre 2010 e julho deste ano, as cidades que registraram o maior aumento proporcional da população foram Potim (10,84%), Ilhabela (9,88%) e Jambeiro (9,70%). Os municípios que cresceram menos, também proporcionalmente, foram Piquete (1,21%), Cunha (1,76%) e Arapeí (1,92%).

A mudança de pessoas para a região por causa de trabalho, na avaliação do IBGE, é o principal motivador do crescimento das cidades. Nos pequenos municípios, pelo mesmo motivo, o aumento da população é mais lento. “Algumas cidades que tiveram baixo crescimento foi por causa da falta de atrativos e de vagas para trabalho”, disse Bruno Garkauskas Ramos, chefe do escritório do IBGE em São José dos Campos. Foi o que ocorreu com as três maiores cidades da região. Elas cresceram acima da média nacional por causa da crescente migração atrás de emprego. O número de residentes em São José saltou de 629.921 para 673.255, entre 2010 e julho deste ano, aumento de 6,88%. Em Taubaté, em igual período, os moradores subiram de 278.686 para 296.431, crescimento de 6,36%. A população de Jacareí pulou de 211.214 para 223.064 no período, aumento de 5,61%.

Com cinco filhos com idade entre 14 anos e 11 meses, a autônomo Elza de Souza, 31 anos, e o marido Anderson Martins, 34 anos, vieram para São José atrás de trabalho. Eles vêm de famílias numerosas e acabaram ocupando uma casa no bairro Rio Comprido, na região sul da cidade, à espera de melhores oportunidades de emprego. “Operei para não ter mais filhos. Cinco está bom demais. Estou feliz com a minha família”, disse Elza. O IBGE estima que a população da Região Metropolitana do Vale do Paraíba cresça até 2042, quando deve seguir o padrão brasileiro e começar a reduzir gradativamente. Nas contas do instituto, os residentes da região, que cresceram acima da média nacional entre 2010 e julho deste ano, podem chegar a 2042 com uma população beirando 3 milhões de pessoas.

A partir daí, em razão da diminuição das taxas de fecundidade e do aumento da expectativa de vida, a população tende a reduzir e envelhecer. “O Vale deve seguir o padrão de São Paulo e do Brasil. Não vemos a região muito fora dessas linhas de variação populacional”, disse Bruno Ramos, chefe do escritório do IBGE de São José dos Campos. Para o sociólogo Matheus Gomes, da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), o Vale ainda atrairá muitos residentes nas próximas décadas por causa do desenvolvimento industrial. A nova estimativa do IBGE foi feita com base em outra, de 2012, e também nos dados do Censo 2010. Ela representa a população residente nos municípios no dia 1º de julho de 2013. A projeção é feita anualmente a pedido do TCU (Tribunal de Contas da União) e serve de base para o repasse de recursos do orçamento aos municípios.