São José ganha centro de iniciação ao esporte

[sinopse datas=”true” imprensa=”4″]

A Prefeitura de São José dos Campos foi selecionada pelo Governo Federal para receber um centro de iniciação ao esporte. O anúncio foi feito na terça-feira (10), em Brasília (DF), pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo. No total serão 285 unidades no Brasil, distribuídas em 263 cidades. Representando o prefeito Carlinhos Almeida na solenidade, o secretário de Esportes, João Bosco da Silva, disse que o município não poderia ter recebido melhor presente neste período de final de ano. “A escolha de São José dos Campos para implantar um dos centros de iniciação ao esporte foi uma grande conquista, que reflete a força esportiva da cidade.”

A unidade joseense será construída em imóvel da Prefeitura localizado no Residencial Mantiqueira, na região norte. O projeto escolhido é o maior dos três módulos disponíveis – área mínima do terreno de 7 mil metros quadrados e custo estimado de R$ 3,6 milhões.

“É o coroamento de todo o esforço que a administração municipal tem feito no sentido de valorizar a prática esportiva, especialmente as modalidades de alto rendimento”, declarou o secretário.

O Centro terá um ginásio poliesportivo e uma miniestrutura para atletismo. Nele, será possível desenvolver 13 modalidades olímpicas – atletismo, badminton, basquete, boxe, esgrima, ginástica rítmica, handebol, judô, levantamento de peso, lutas, taekwondo, tênis de mesa e vôlei –, seis paraolímpicas – esgrima de cadeira de rodas, goalball, halterofilismo, judô, tênis de mesa e vôlei sentado –, além do  futsal. Do lado externo, será construída uma estrutura de atletismo.

O prédio terá arquibancadas de 177 lugares (com espaço para cadeiras), academia, vestiários, copa, sala de professores e técnicos, depósito e salas de administração. Também atenderá requisitos de acessibilidade, com rampas, plataforma elevatória, banheiros adaptados, portas mais largas, entre outros itens necessários para atender pessoas com deficiência.

O Centro de Iniciação ao Eporte é um equipamento multiuso destinado à identificação de talentos, formação de atletas das categorias de base de alto rendimento, ampliação da oferta de instalações esportivas públicas com requisitos oficiais, incentivo à prática esportiva em territórios de alta vulnerabilidade social.

Será o maior projeto de legado de infraestrutura esportiva da Olimpíada e dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que serão realizados em agosto e setembro de 2016, respectivamente.

O processo de seleção das cidades interessadas foi aberto em 4 de fevereiro, e o prazo de cadastramento encerrou-se em abril. O Ministério do Esporte recebeu as propostas e selecionou as que se enquadravam nos critérios estabelecidos. Os municípios puderam escolher entre três modelos, conforme o tamanho do terreno disponível. Agora as prefeituras terão um workshop no dia 19, em Brasília, para que equipes técnicas de engenharia, arquitetura, obras e gestão de contratos recebam orientações sobre os próximos passos. Elas também deverão apresentar documentação à Caixa Econômica Federal e assinar termo de compromisso com o banco. Pelo cronograma estabelecido, a Prefeitura de São José têm até 28 de fevereiro para contratar as adequações do projeto sugerido pelo Ministério do Esporte ao local escolhido e até 28 de abril para fazer as sondagens de terreno e os ajustes. As obras terão de ser iniciadas até 180 dias após a contratação.