Procon Municipal alerta consumidor que compra pela internet

O comércio eletrônico, também chamado de e-commerce, tem atraído cada dia mais consumidores. As compras pela internet oferecem a comodidade de não exigir que o consumidor se desloque para um estabelecimento comercial e ainda pode receber as mercadorias em casa. A compra pela internet está regulamentada em lei federal e exige muitos cuidados.

O Procon Municipal de São José dos Campos alerta que, apesar de todas facilidades, há riscos para quem pretende fazer as compras de Natal, mas não quer enfrentar filas ou bater pernas atrás de ofertas. “Primeiramente, é preciso evitar comprar por impulso, para fugir de dívidas desnecessárias”, disse a coordenadora do Procon Municipal.

Nas compras pela internet, o consumidor tem o prazo de sete dias, a partir do recebimento da mercadoria, para se arrepender e cancelar o negócio, sem que qualquer valor seja cobrado. Se o produto for entregue com defeito, a loja virtual tem 30 dias para solucionar o problema, caso contrário, o consumidor pode escolher entre receber uma mercadoria nova ou ter seu dinheiro de volta. Por isso a necessidade de guardar as notas.

Para a coordenadora do Procon Municipal, os consumidores precisam fazer opções seguras de compra, pois para efetivar a transação é preciso fornecer dados pessoais como número de cartão de crédito e endereço para entrega. Para isso, cada um pode buscar na própria internet informações sobre reclamações e perfil de atendimento do site escolhido para realizar as compras.

“Os consumidores devem buscar referências do site acessado, como CNPJ, política de privacidade e se está entre as empresas mais reclamadas no Procon”, afirmou. A Fundação Procon de São Paulo possui uma lista de sites de compra que devem ser evitados (http://www.procon.sp.gov.br/pdf/acs_sitenaorecomendados.pdf), por terem apresentado algum problema aos consumidores.

Outra dica para as compras nesse período é fazer pesquisa de preço, se possível até dias antes da compra, para verificar se os descontos oferecidos pelos itens em promoção valem a pena e se são reais e vantajosos. O consumidor também deve ficar atendo ao prazo de entrega e à forma de pagamento, guardar comprovantes, além de exigir nota fiscal.

O Procon Municipal também divulga o ranking de atendimentos (http://sistemas.procon.sp.gov.br/rank_estadual2/) realizados durante o ano e cita as empresas mais reclamadas e os principais problemas gerados ao consumidor, além da porcentagem de casos solucionados e dos não resolvidos.

As unidades do Procon em São José ficam na Rua Vilaça 681, no centro, ou Rua Desembargador Francisco Murilo Pinto 33, na Câmara Municipal.