Fundhas amplia cursos e encaminha para empresas 139 aprendizes

A Fundação Hélio Augusto de Souza (Fundhas) encaminhou, por meio do Projeto Aprendiz, 139 adolescentes para empresas parceiras da instituição. As contratações variam de 11 a 24 meses e são para as diversas áreas do mercado como vendedor de comércio varejista, recepcionista, assistente de logística de transporte, almoxarife e assistente administrativo.

Esses jovens e adolescentes receberam capacitação na Fundhas nos cursos de vendedor de comércio varejista, almoxarife, assistente de logística de transporte, recepcionista, assistente administrativo e assistente administrativo de nível técnico.

Um grupo de 27 adolescentes que fazem o curso Técnico Administrativo do Cephas foi encaminhado à Embraer e inicia suas atividades nesta quinta-feira (30). Mais 11 adolescentes do nível técnico também serão encaminhados para `empresa, além de oito do nível FIC (Formação Inicial Continuada).

O trabalho dos aprendizes é acompanhado por uma equipe de vários profissionais, com o objetivo de garantir a permanência desses jovens no programa. Participam do projeto empresas como a Embraer/ELEB, Ericsson, Expresso Maringá, Johnson & Johnson, Kodak, Leroy Merlin, Monsanto, Petrobras e outras. A meta é ampliar o número de parcerias, buscando abrir mais vagas para os adolescentes.

O objetivo dos cursos do Projeto é diversificar a formação dos aprendizes como forma facilitar o seu ingresso e permanência no mercado de trabalho, de forma a atender às necessidades das empresas parceiras e adequar os procedimentos às exigências do Ministério do Trabalho e Emprego e a legislação em vigor.

Após inseridos no mercado de trabalho na condição aprendizes, de jovens esses jovens poderão receber serem certificados de formação técnica, por meio da parceria entre a Fundhas e o Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza).

O Projeto Jovem Aprendiz prepara os participantes para o desempenho de atividades profissionais e desenvolve neles a capacidade de discernimento para lidar com diferentes situações no mundo do trabalho. Essa prática é baseada na Lei de Aprendizagem (Lei Federal 10.097/2000.

A Fundhas é uma instituição sem fins lucrativos, mantida pela Prefeitura de São José dos Campos que atende crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos, em diversas unidades regionalizadas.