Faculdade Bilac terá expansão na cidade

Na semana do aniversário de São José dos Campos, o Grupo CETEC Educacional, mantenedor da Faculdade Bilac, da ETEP Faculdades, do IBTA e da Faculdade da Vila Matilde, em São Paulo, anuncia um presente para a cidade, a expansão da Faculdade Bilac. O Grupo adquiriu uma área no centro da cidade e irá ampliar o espaço físico da Faculdade Bilac, que completou 80 anos em 2012. Atualmente, a Faculdade Bilac atende a 2 mil alunos, em 11 cursos superiores tradicionais, de curta duração, além de curso técnico. Após a ampliação, que tem conclusão prevista para o final deste ano, a Faculdade Bilac dobrará a sua capacidade de atendimento.

Segundo o presidente do Grupo CETEC, Thiago Pegas, o investimento na ampliação do prédio, que está localizado no centro de São José dos Campos e é um ícone na história da cidade, visa além de estimular a revitalização daquela região, a beneficiar os alunos que se utilizam de transporte público. “Optamos por investir na região central, pois com as melhorias realizadas no sistema de transporte público, a área tem fácil acesso e oferece comodidade aos estudantes”, explica.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos, Felipe Cury, a decisão do Grupo CETEC de ampliar a unidade educacional localizada na região central é acertada. “Essa ampliação do Bilac, que é um orgulho pela qualidade do ensino, reflete a pujança de São José, que é marcada pelo desenvolvimento, e uma escola deste nível no coração da cidade amplia a acessibilidade de todos aqueles que investem na sua formação profissional”, disse.

Sobre o CETEC Educacional

Holding criada em 2005, tem o controle da ETEP Faculdades, com unidades em São José dos Campos, Taubaté e Jacareí, da Faculdade Bilac, em São José dos Campos, além do IBTA e da Faculdade da Vila Matilde, em São Paulo. No total, as quatro instituições do grupo contam com 16 mil alunos atualmente. O foco é do CETEC Educacional é oferecer cursos de qualidade e formar profissionais com competências que façam a diferença para o mercado empregador.

Sobre o mercado educacional de São José dos Campos

Segundo pesquisa do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo (Semesp), o número de matrículas em cursos presenciais das redes privada e pública na região administrativa de São José dos Campos cresceu 13% de 2010 para 2011, maior que a média do Estado que foi de 4,6%. Foram 57.857 matrículas em 2010 para 65.406 em 2011. Na rede privada, de 41.586 matrículas em 2010 passou para 46.456 em 2011, um crescimento de 11,7%. Na rede pública em 2011 foram 18.950 matrículas contra 16.271 em 2010, um acréscimo de 16,5%.

Dos 39 municípios que compõem a região, São José dos Campos ficou com 38% das matrículas, seguido por Taubaté (27%), Lorena (8%), Jacareí (7%), Guaratinguetá (6%), Cruzeiro (5%), Caraguatatuba (3%) e os demais perfazendo um total de 6%. Nos cursos presenciais, o ensino superior privado em São José dos Campos tem 71% das matrículas enquanto o ensino público fica com 29%. Dentre os cinco cursos presenciais mais procurados da rede privada na região administrativa de São José dos Campos, Administração está em primeiro lugar, seguido de Direito, Engenharia de Produção, Pedagogia e Ciências Contábeis.

Nos cursos tecnólogos das IES privadas, a região administrativa de São José dos Campos teve um crescimento de 33,2%. Foram 6.323 matrículas em 2011, contra 4.747 em 2010. Entre os cinco cursos tecnólogos mais procurados no ensino particular de São José dos Campos, em primeiro lugar está Gestão de Pessoal/Recursos Humanos, seguido por Gestão Logística, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Produção Industrial e Marketing e Propaganda. Na rede pública o mais procurado é Gestão Logística, seguido por Gestão de Empresas, Empreendedorismo, Banco de Dados e Tecnologia Metalúrgica.