Corredores de ônibus começa a sofrer primeiros ajustes

A Secretaria de Transportes de São José dos Campos, começou a fazer essa semana os primeiros ajustes nas faixas exclusivas de ônibus, na avenida Adhemar de Barros, na região central. Em um dos trechos mais confusos da avenida, entre o quarteirão da rua Coronel João Cursino e avenida Heitor Villa Lobos, a prefeitura retirou a palavra “ônibus” que estava escrita no solo e a tintura azul que delimitavam as faixas exclusivas e preferenciais. Neste quarteirão, os motoristas precisavam ficar ziguezagueando na avenida para mudar de faixa e conseguir acessar a continuidade da Adhemar de Barros, depois do cruzamento com a avenida Heitor Villa-Lobos.

“Realmente esse trecho estava um pouco complicado. Os clientes reclamavam da confusão que se tornou trafegar na avenida. Eles estavam com medo de serem multados quando a prefeitura começar a fazer a fiscalização”, disse o comerciante Francisco Carlos Barbosa a O VALE. O trecho foi incluído na reportagem “Os 7 Erros dos Corredores de Ônibus”, publicada pelo O VALE na edição do último domingo. Outra correção feita pela prefeitura no projeto de corredores de ônibus foi a colocação de placas verticais orientando o motorista que trafega pela faixa 4 (à direita, para carros, motos, táxis), que ele terá que fazer obrigatoriamente a conversão à direita.

Na altura das ruas Prudente Meirelles de Moraes e Santa Elza, o motorista praticamente fica obrigado a virar à direita, porque a prefeitura avançou com a calçada em um trecho da avenida. Nesses avanços futuramente a secretaria deve instalar novos pontos de estação, com a possibilidade do usuário pagar de embarcar nos ônibus. O secretário de Transportes, Wagner Balieiro, informou ontem, por meio de sua assessoria de imprensa que esses ajustes estavam previstos e foram programados há duas semanas.

Segundo ele, a faixa apagada foi para evitar conflitos com o carro que desejava prosseguir na avenida Adhemar de Barros após o cruzamento da Heitor Vila Lobos. Com relação às placas verticais, ele disse que foram colocadas para reforçar a sinalização já existente. O secretário não informou se haverá novos ajustes nos demais corredores. A Prefeitura de São José vai começar a multar, a partir de 16 de setembro, o motorista de carro, motocicleta e taxista que andar na faixa exclusiva de ônibus. A multa será de R$ 85,13 e o motorista perde 4 pontos na carteira. Em São Paulo, pelo mesmo tipo de infração, o motorista leva uma multa de R$ 53,20 e 3 pontos na carteira.