hanseniase Saúde
Publicado em 18/01/2017 às 10:20

Unidades básicas de saúde fazem campanha contra a hanseníase

18/01/2017 - 25/01/2017

De 23 de janeiro a 3 de fevereiro, a Prefeitura de São José dos Campos promove nas 40 unidades básicas de saúde uma campanha contra a hanseníase. O objetivo é orientar a população de forma simples e objetiva sobre as formas de transmissão da doença, os sinais, sintomas e o tratamento.

Denominada Cinco Minutos para a Hanseníase, a campanha consiste em abordar os usuários na sala de espera, em grupos ou individualmente. Num curto espaço de tempo (cerca de cinco minutos), os munícipes recebem informações sobre a doença, que é causada por bactéria, transmitida por via respiratória e também por úlceras e ferimentos na pele das pessoas contaminadas.

A bactéria tem preferência pelos nervos de pernas, braços e pele. Dependendo da forma clínica, pode atingir também fígado, baço, glândulas suprarrenais, olhos, testículos e região oral, com comprometimento da laringe em alguns casos.

Um dado preocupante é que os estudos vêm demonstrando aumento significativo de casos de hanseníase em indivíduos do sexo masculino, assim como pessoas acima de 60 anos. Em São José dos Campos, atualmente há 17 pacientes em acompanhamento da doença.

Uma das abordagens da campanha é esclarecer que o paciente deixa de transmitir a doença ao iniciar o tratamento. Portanto, é muito importante a detecção precoce dos casos. É possível alcançar a cura se o indivíduo seguir corretamente as orientações.

No último domingo de janeiro, dia 29, comemora-se o Dia Mundial de Combate à Hanseníase, instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O objetivo é conscientizar a população e reafirmar o compromisso de luta contra a doença nos países endêmicos.

Além de trazer à tona esse tema, muitas vezes negligenciado pela mídia, poder público e população, o fato de se escolher um dia para lembrar a hanseníase é uma forma de mobilizar o compromisso político e social para aumentar a atenção na área de prevenção, educação e controle da doença.

Informações para a imprensa: +55 (12) 3212-1322
Nei José ([email protected])
Saúde