Cidade é a melhor do País no Desenvolvimento Humano

Três cidades da Região Metropolitana do Vale do Paraíba –São José dos Campos, Taubaté e Guaratinguetá estão entre as 50 melhores do país no ranking do IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal), que mede a qualidade de vida. É o que revela o estudo divulgado ontem pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), intitulado ‘Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013’. São José conquistou a 24ª colocação com 0,807, Taubaté ficou em 40º com 0,800 e Guaratinguetá obteve o 47º lugar com 0,798 (veja lista completa no site www.pnud.org.br).

A cidade mais bem classificada do país foi São Caetano do Sul (SP), que atingiu 0,862 e foi a primeira colocada pela terceira vez consecutiva. A avaliação do IDH dos municípios vai de 0 a 1: quanto mais próximo de 0, pior o desenvolvimento humano e quanto mais próximo de 1, melhor é a qualidade de vida. Para o antropólogo André Luiz da Silva, da Unitau (Universidade de Taubaté), o IDH deveria significar um instrumento de avaliação e organização de políticas públicas de educação, longevidade e renda (PIB per capita), mas não é bem assim que funciona.

“Parece óbvio, mas não. É necessário ter claro que este é mais um entre vários outros índices utilizados para avaliar o desenvolvimento humano. Sua principal característica é ser extremamente limitado para medir o desenvolvimento humano, mas é um índice e oferece um parâmetro, sobretudo relacional”, disse Silva. “Talvez sua maior limitação seja o fato de ignorar os índices de desigualdade social que envolvem o fator renda dos lugares avaliados, sejam municípios, países, etc”, concluiu. O IDHM considera indicadores de longevidade, renda e educação e foi medido pela terceira vez no país. Outras duas edições da pesquisa foram divulgadas em 1998 e 2003.

O prefeito de São José, Carlinhos Almeida (PT), disse que o desafio é avançar mais ainda. “Em 1991, nosso IDH estava entre os 15 melhores do país. Nosso município desacelerou e perdeu o ritmo de crescimento e hoje, mesmo na 24° colocação nacional, ainda é considerado índice elevado. O nosso esforço é para retornar ao melhor índice e isso conseguiremos, principalmente nas áreas da educação, saúde e criação de empregos”. O prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB), comemorou. “Fiquei muito feliz. É reflexo de política que adotada desde a década de 90 com o tripé saúde, educação e geração de emprego e renda”. Representantes da Prefeitura de Guaratinguetá não comentaram o assunto ontem.

Ranking

  • São José: 24ª colocada com 0,807
  • Taubaté: 40ª colocada com 0,800
  • Guaratinguetá: 47ª colocada com 0,798
  • No país: A cidade mais bem classificada do país foi São Caetano do Sul, no ABC Paulista, que atingiu 0,862